Já trabalho na área, preciso fazer estágio?

COMPARTILHAR
Tempo estimado de leitura: 6 minutos

Existe uma etapa do curso superior que deixa muitos estudantes apreensivos: estagiar. As dúvidas surgem em relação a essa rotina, como encontrar uma oportunidade e, até mesmo, se essa experiência é realmente necessária. Há casos específicos nos quais o aluno questiona: já trabalho na área, preciso fazer estágio?

Essa atividade — obrigatória para que o candidato conquiste o diploma da graduação em muitos cursos — é regulada pela Lei 11.788, de 25 de setembro de 2008 e não é considerada um vínculo empregatício entre a empresa e o aluno.

Mas afinal, trabalhar na área em que o aluno faz a faculdade substitui o estágio? A fim de esclarecer esse e outros pontos, preparamos este post. Continue a leitura e descubra todas as vantagens de estagiar para seu futuro profissional!

O trabalho substitui o estágio?

É comum o aluno pensar: já trabalho na área, preciso fazer estágio? Primeiramente, é importante entender que o objetivo dessa atividade é preparar o estudante para o mercado de trabalho. Dessa forma, é uma exigência em muitas graduações, pois vai complementar o conhecimento da faculdade e ensinar as habilidades práticas de determinada profissão.

Além disso, para realizar o estágio é necessário ter um documento de formalização da atividade — o Termo de Compromisso de Estágio —, que deve ser assinado pela empresa, pelo aluno e pela instituição de ensino superior.

A legislação define dois tipos de estágio. Veja a seguir.

Estágio obrigatório

Em muitos cursos superiores, incluindo os do formato EAD — agora conhecido como Ensino Digital, o aluno só se forma quando cumpre as horas do estágio supervisionado. Assim, a atividade faz parte da matriz curricular da graduação, que define sua carga horária.

Então, nos cursos em que há obrigatoriedade, o estágio precisa ser cumprido, independentemente de o aluno atuar na área. Nessa situação, é importante conversar na empresa para saber se é possível realizá-lo no local, atendendo o tempo de atividade exigido pelo curso.

Pode até mesmo haver uma redução da carga horária do emprego para que seja possível conciliar com o estágio, trabalhando em meio período. Mas é um caso bem específico em que os horários de estágio e trabalho não podem coincidir. Além disso, as tarefas de cada um devem ser bem definidas, visando ao aprendizado do estudante.

Estágio opcional

Aqui estão os cursos em que não há a obrigatoriedade da realização do estágio para o aluno poder se formar. Sendo assim, a atividade é opcional e não faz parte da matriz curricular da graduação.

É sempre recomendado, sendo obrigatório ou não, que o aluno busque estágio na área para vivenciar o dia a dia da profissão escolhida. Mesmo que ele já trabalhe na área, pode ser a oportunidade de conhecer novos segmentos dessa carreira.

Conheça as vantagens do estágio

Até para o aluno que já trabalha na área, o estágio pode ser interessante na construção de carreira. Confira a seguir as vantagens.

Experiência

A atividade vai trazer experiência, valorizando o currículo do candidato. É também uma maneira de conhecer a rotina de trabalho e conviver com outros profissionais, o que vai propiciar ainda a realização de networking.

É um momento de aprendizado prático, por isso é recomendado que o aluno aproveite a oportunidade para tirar dúvidas, além de aprender como se portar e lidar com o público e colegas na área escolhida.

Se possível, é importante que o estudante estagie em diferentes segmentos da carreira e até em mais de uma empresa. Dessa forma, ele vai conhecer diferentes realidades e desafios da profissão e também descobrir os nichos com os quais tem mais afinidade.

Remuneração

Você sabia que muitos estágios são remunerados? Isso mesmo: além de aprender e ganhar experiência, a atividade pode trazer um reforço financeiro, o que significa um fôlego a mais para arcar com as mensalidades da graduação.

Chances de contrato definitivo

Um dos grandes benefícios de aproveitar ao máximo o estágio profissional e se dedicar é a possibilidade real de ser efetivado naquela empresa. Muitos gestores têm um olhar diferenciado para os estagiários, pois esses candidatos já se habituaram às atividades e à cultura da organização e, desse modo, podem agregar valor ao quadro de colaboradores.

No entanto, é necessário se destacar, demonstrando entusiasmo para trabalhar e vontade de aprender. Manter um bom relacionamento interpessoal com os colegas também é um diferencial.

Nesse sentido, muitos alunos terminam a faculdade e já conseguem um emprego, com a vantagem de ser em um local que eles conhecem e sabem que são valorizados. Por isso, a indicação é realizar essa atividade na graduação, mesmo que ela não seja obrigatória.

Por que cumprir o estágio obrigatório?

Se você ainda tem a dúvida “já trabalho na área, preciso fazer o estágio?”, saiba que o cumprimento dessa atividade é, em muitos cursos, a exigência para conseguir o diploma. No entanto, mesmo quando não for, é importante encarar como uma etapa de aprendizado essencialmente prático, ou seja, que vai somar pontos ao seu futuro profissional.

Apesar dos laboratórios, programas de extensão e professores qualificados do seu curso, a vivência profissional só vai ocorrer para valer no estágio. É uma experiência que propicia ao aluno conhecer diferentes segmentos da área, podendo construir um plano de carreira mais focado naquilo que você realmente almeja.

Como conciliar os estudos e o estágio?

Sabemos que o dia é curto para dar conta de realizar estágio, trabalhar e fazer faculdade. Desse modo, é importante organizar a rotina, montando um cronograma que encaixe bem todos os compromissos. Quem tem um emprego, pode conversar com os superiores para ter uma flexibilização da jornada no período de realização do estágio.

A rotina pode ficar ainda mais facilitada para quem escolhe uma graduação a distância, pois não tem um horário fixo para assistir às aulas, podendo acompanhar o curso nos horários e locais mais convenientes, inclusive aos fins de semana.

Por fim, é necessário ter em mente que todo o esforço vai valer a pena, pois significará a conquista do diploma do ensino superior.

Agora você já sabe qual é a resposta para a indagação: já trabalho na área, preciso fazer estágio? Para os cursos em que há a exigência dessa atividade, é necessário cumpri-la para conseguir se formar. Em caso de dúvidas, não deixe de procurar apoio na instituição de ensino superior.

CADASTRE-SE PARA RECEBER INFORMAÇÕES SOBRE NOSSOS CURSOS

Informe o seu nome completo
Informe um número de celular válido
Preencha todos os campos obrigatórios