Guia da faculdade de administração

COMPARTILHAR
Tempo estimado de leitura: 14 minutos

A escolha de um curso de graduação é sempre um grande passo. Afinal, essa decisão pode moldar todo o seu futuro profissional. Sabendo disso, é importante pesquisar bastante sobre as áreas desejadas, a formação e as possibilidades de atuação no mercado. Para ajudar nessa tarefa, preparamos um guia completo sobre a faculdade de Administração!

Essa área é repleta de atrativos, começando pela alta empregabilidade. Afinal, trata-se de uma profissão curinga e que nunca deixa de ser necessária: todo tipo de organização precisa de profissionais cuidando de sua administração, independentemente do setor ou porte.

Além disso, essa é uma profissão que permite flexibilidade na carreira, devido à formação generalista. É, também, uma área dinâmica e que garante uma atuação diversificada, com grandes possibilidades de desenvolvimento e realização pessoal.

Graduação

O curso de Administração forma profissionais aptos a planejar, controlar, coordenar e organizar os recursos de empresas, sejam eles financeiros, materiais, humanos, de tempo, imagem corporativa, etc. Por terem um campo de trabalho tão abrangente, os administradores têm uma das profissões mais versáteis do mercado.

Ainda, a faculdade de Administração é a opção perfeita para aqueles que procuram uma área de interface entre os cursos de Humanas, de Exatas e Sociais. Segundo o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a Administração se enquadra nas Ciências Sociais Aplicadas. Isso mesmo!

Assim como o Direito, a Comunicação e o Design, por exemplo, as profissões dessa área de conhecimento são aquelas que tratam da dinâmica entre as pessoas e a sociedade, com um caráter bastante prático. Então, a Administração é uma boa para quem gosta de lidar com pessoas, mas quer ter um trabalho mais voltado para ação em meio às relações estabelecidas socialmente, principalmente as empresariais.

Além disso, a empregabilidade nessa carreira também chama atenção. Afinal, absolutamente todas as empresas precisam de profissionais cuidando de sua administração, seja de qualquer ramo e porte, tanto na iniciativa pública como na privada e até no terceiro setor.

Duração do curso

Para construir uma carreira profissional nessa área tão complexa, promissora e ampla, é necessário investir na capacitação. Embora haja vagas para profissionais de nível médio ou técnico, o grau de nível superior é um enorme diferencial e garante os melhores cargos e salários.

O curso de graduação dura 4 anos (8 períodos), sendo encontrado tanto na modalidade presencial como digital. É isso mesmo! Na educação a distância (EAD) — agora conhecida como ensino digital —, a duração é a mesma, pois há o cumprimento da mesma carga horária estabelecida pelo Ministério da Educação (MEC).

No decorrer da faculdade de Administração, o estudante tem contato com os conhecimentos de base da profissão, além de ter disciplinas específicas relacionadas às principais áreas de atuação do administrador. Para garantir o diploma, é necessário ter o aproveitamento esperado nas matérias e elaborar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Além disso, a faculdade de Administração tem estágio supervisionado nos últimos períodos. Sua realização é obrigatória para a formação e, por isso, acompanha a redação de um relatório de estágio avaliado pelos professores. Mas tenha calma! Esses processos são muito tranquilos e os estudantes recebem todas as orientações necessárias.

Disciplinas

No curso de graduação, o futuro administrador tem uma formação generalista, que abrange desde conteúdos teóricos até disciplinas mais práticas. 

Teoria geral da administração

Aqui, o estudante tem contato com o conceito de Administração, a tipologia das organizações e as principais noções de processos administrativos. Ainda, são vistas as principais contribuições teóricas para essa área do conhecimento, como a teoria da administração científica de Taylor Ford.

Contabilidade

Na contabilidade, o estudante conhece as possibilidades de aplicação de recursos empresariais, entende a função dela e aprende os principais conceitos e processos contábeis, como o balanço patrimonial e o fluxo de caixa. O objetivo é que o futuro administrador esteja apto a fazer o planejamento financeiro da empresa conforme o cenário econômico.

Competências gerais

Na matéria de competências gerenciais, o estudante tem contato com os princípios de gestão e as principais habilidades relacionadas aos processos gerenciais, como comunicação e planejamento. Ao longo do curso, há mais uma série de matérias dedicadas às competências gerenciais em áreas específicas, como:

  • recursos humanos;
  • comércio exterior;
  • processos;
  • projetos;
  • marketing;
  • cadeia de suprimentos;
  • sistemas de informação;
  • produção e operações;
  • finanças;
  • e qualidade.

Matemática e estatística aplicadas

Uma área importante da formação do administrador é a de matemática e estatística aplicadas às finanças e às decisões estratégicas. O estudante aprende sobre capitalização, sistemas de amortização, entre outros conceitos. Além disso, tem contato com representações gráficas, regressão e correlação de amostras, projeções etc.

Comunicação

Nessa matéria, o estudante conhece os tipos de comunicação, as principais barreiras comunicacionais e a importância da gestão de conflitos. Além disso, tem contato com processos e métodos de comunicação empresarial interna e externa.

Direito

Na faculdade de Administração, também são vistos conceitos fundamentais do Direito, sendo que há matérias específicas para o Direito Empresarial, Tributário, Trabalhista e Previdenciário. Essa parte da formação é essencial para que o futuro profissional saiba lidar com os trâmites legais envolvidos na gestão de uma organização.

Administração estratégica

O planejamento estratégico é uma das principais funções do administrador. Por isso, o curso traz várias matérias relacionadas ao desenvolvimento de visão de mercado e de competências para a tomada de decisões que contribuam com o crescimento sustentável da organização, tais como:

  • fundamentos da economia;
  • orçamento empresarial;
  • mercado financeiro;
  • métodos quantitativos para tomada de decisões;
  • pesquisa de mercado;
  • análise de demonstrações financeiras, entre outras.

Tipos de formações e médias salariais

Como dissemos, há como atuar em cargos administrativos mesmo com o nível médio. No entanto, há diferenças grandes na colocação de mercado de acordo com a capacitação do profissional. Veja quais são as possibilidades de formação!

Curso técnico ou tecnólogo

A formação técnica em Administração é a mais básica e rápida, podendo durar de alguns meses a 2 anos. Já a graduação tecnológica dura em média 2 ou 3 anos. Ambas as opções são voltadas para atividades operacionais e buscam a inserção rápida no mercado de trabalho, sem a base teórica necessária para atuações mais gerenciais.

A grande diferença entre o técnico e o tecnólogo é o nível de escolaridade, sendo o primeiro de nível médio e, o segundo, superior. De acordo com o Portal Salário, que traz um compilado de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), a média salarial de um técnico em Administração no Brasil é de R$ 2,4 mil.

Bacharelado

O bacharelado é o tipo de curso superior mais comum no país. Diferentemente do tecnólogo, que foca em aspectos operacionais e práticos da profissão, o bacharelado é mais amplo e garante uma formação generalista, com aprofundamento teórico. Por esse motivo, é um curso mais longo, com duração de 4 a 6 anos.

Segundo o Portal Salário, a média salarial de um administrador com nível superior é de R$ 4,6 mil, para jornadas de 42 horas semanais. Para profissionais recém-formados, o salário inicial é de cerca de R$ 4,5 mil. Já o teto da profissão gira em torno de R$ 12,7 mil.

Áreas de conhecimento

Agora que você já sabe bastante sobre o curso, que tal conhecer a atuação no mercado de trabalho? Veja quais são as principais atribuições do profissional em algumas áreas da Administração!

Gestão

Gerenciar os diversos recursos das organizações é a função clássica de um administrador. Trata-se de planejar processos, coordenar projetos e controlar resultados, tendo sempre em vista o crescimento sustentável do negócio. Em pequenas empresas, um mesmo profissional pode ficar responsável por todas as áreas administrativas.

No entanto, em organizações maiores, é comum que haja um ou mais profissionais dedicados a cada área da Administração, podendo até mesmo se especializar nela. Veja as principais atividades em alguns departamentos:

  • finanças — controlar as contas a pagar e a receber da empresa, além de realizar o planejamento estratégico para a aplicação de recursos;
  • contabilidade — cuidar do pagamento de impostos e do cumprimento de obrigações escriturárias;
  • recursos humanos — dedicar-se às atividades de recrutamento e seleção, avaliar o desempenho dos colaboradores e elaborar treinamentos;
  • pessoal — gerenciar os recursos humanos de forma geral, calculando salários, férias e bônus, além de acompanhar a legislação trabalhista;
  • marketing — elaborar estratégias para conquistar espaço no mercado, com campanhas de divulgação do produto ou serviço da empresa;
  • vendas — articulado ao setor de marketing, estoque e logística, o administrador deve estruturar o setor de vendas e coordenar as operações comerciais, visando um bom atendimento;
  • compras — escolher fornecedores, realizar negociações e fazer a gestão de pedidos de compra da empresa, incluindo itens de infraestrutura interna e matéria-prima;
  • logística — cuidar da armazenagem, distribuição e transporte de produtos, em articulação ao setor de vendas.

Auditoria

O administrador, junto a profissionais especializados em Contabilidade, também pode trabalhar com auditoria, de forma interna ou independente. O objetivo é examinar cuidadosamente as demonstrações contábeis, financeiras ou operacionais da organização e averiguar se elas estão adequadas, conforme a legislação e as disposições planejadas.

Planejamento estratégico

Na parte administrativa central, os gestores se dedicam a implementar ações que ajudem no sucesso da organização e na manutenção de uma posição competitiva no mercado. Assim, cuidam da estruturação de setores, das estratégias de crescimento, de metas e objetivos.

Consultoria

O administrador pode utilizar sua base de conhecimentos para se tornar um consultor. Assim, presta serviços para negócios em implementação ou em processo de expansão, realizando diagnósticos e pensando em soluções para viabilizar o sucesso desse projeto. 

Comércio exterior

A faculdade de Administração também prepara o profissional para atuar na área de Comércio Exterior. Aqui, ele fica responsável por planejar, coordenar e controlar processos de negociação internacional, desde a decisão estratégica pela importação ou exportação de produtos, até o conhecimento de taxas alfandegárias e leis de importação.

Carreira acadêmica

O profissional também pode seguir a carreira acadêmica, ou seja, pela continuidade dos estudos e dedicação à produção científica. Assim, o administrador se tornará um pesquisador em Administração, podendo dar aulas em cursos superiores e escrever artigos ou livros que contribuam com a produção de conhecimento na área.

Para tanto, você precisa continuar a formação e adquirir o grau de pós-graduação. Existem dois tipos de cursos depois da faculdade:

  • lato sensu — são as pós-graduações em “sentido amplo”, incluindo especializações e MBAs. Essas não garantem diplomas, mas sim certificados, e são mais focadas no mercado de trabalho;
  • stricto sensu — são os cursos em “sentido estrito”, que compreendem programas de mestrado e doutorado, com obtenção de diploma e foco na academia.

Então, o mais indicado para quem quer seguir a carreira acadêmica é fazer os cursos de pós-graduação stricto sensu. Com o grau de mestre ou doutor, o administrador poderá dar aulas no ensino superior e produzir conhecimento científico, vinculado a universidades ou instituições de pesquisa. 

Possibilidades de atuação

Agora que você conhece as áreas da Administração aplicadas no mercado de trabalho, olha só as possibilidades de atuação: há lugar para profissionais na iniciativa privada e na pública, além de várias oportunidades para empreendedores!

Iniciativa privada

A iniciativa privada é a que mais absorve profissionais da Administração. Afinal, trata-se do setor com maior competitividade e, portanto, grande quantidade de negócios que buscam o crescimento em mercado. Hoje em dia, outra grande preocupação da iniciativa privada é conciliar a busca por lucros com a responsabilidade socioambiental.

Setor público

A Administração Pública se refere à gestão dos recursos públicos, em órgãos e instituições sustentadas pelo Estado. Aqui, o foco não é o lucro, mas sim o bem-estar comum da população. 

Por isso, o administrador público busca a redução dos gastos, o uso mais eficiente de recursos e o atendimento às demandas da sociedade. Para trabalhar nesse setor, é preciso participar de concursos públicos. 

Segundo as informações que citamos do Portal Salário, a média salarial do administrador no setor público é cerca de 43% maior do que no setor privado. Aqui, o salário fica em torno de R$ 8 mil para uma jornada de 39 horas semanais.

Terceiro Setor

Outra possibilidade de atuação é no Terceiro Setor. Sim! Até mesmo em ONGs, os administradores são profissionais indispensáveis. Até porque também há recursos, projetos, colaboradores, voluntários e processos para serem gerenciados.

Como esse setor é composto por organizações sem fins lucrativos, o foco está em garantir o crescimento da ONG e o alcance de seus objetivos filantrópicos. Para tanto, o administrador precisa planejar ações, coordenar equipes, analisar dados, gerenciar recursos e divulgar resultados, proporcionando um alcance maior da causa defendida. 

Empreendedorismo

Por fim, os administradores também têm boas chances de sucesso profissional no empreendedorismo. Afinal, mais do que quaisquer outras pessoas, têm conhecimento teórico e técnico para fazer o projeto de uma empresa sair do papel e ser bem-sucedido no mercado.

Competências necessárias

Para garantir uma boa colocação no mercado, além de capacitação, o estudante precisa desenvolver certas competências essenciais para a profissão. Veja, abaixo, as principais qualidades esperadas em um bom administrador:

  • flexibilidade — um bom administrador sabe ser flexível em relação a seus objetivos, estilo de trabalho e ideias, adequando-os aos movimentos de mercado, às tendências da área e à recepção das equipes com as quais trabalha;
  • boa comunicação — saber comunicar-se com clareza e empatia é um dos fatores que potencializa a qualidade da gestão e pode contribuir efetivamente com a produtividade nos negócios;
  • bom relacionamento interpessoal — a Administração é uma profissão em que os relacionamentos interpessoais são inevitáveis. Por isso, um bom administrador sabe lidar com equipes, contornar adversidades e ser colaborativo;
  • criatividade — segundo um levantamento do Fórum Econômico Mundial divulgado pela Forbes, a criatividade está entre as três qualidades mais procuradas por recrutadores;
  • pensamento crítico — essa característica é outra das elencadas pelo Fórum Econômico Mundial como uma das essenciais para prosperar no mercado, já que permite a tomada de decisões estratégicas e a análise de problemas;
  • conhecimento de mercado — conhecer bem as dinâmicas de mercado é importante para que o administrador tenha uma visão global que ajuda a tomar boas decisões.

Para desenvolver essas características ao longo da graduação, especialmente as qualidades socioemocionais, a dica é investir em atividades extracurriculares, como trabalho voluntário, monitorias e participação em empresas juniores. Sim! O ganho de experiência profissional e pessoal fora da sala de aula é muito valioso para uma formação integral e ampla.

Já depois de adquirir o diploma, não pense em parar de se desenvolver. Afinal, um bom administrador se adapta sempre às demandas e expectativas do mercado. A dica, então, é apostar na educação continuada, participando de eventos e workshops e realizando especializações, por exemplo.

CADASTRE-SE PARA RECEBER INFORMAÇÕES SOBRE NOSSOS CURSOS

Informe o seu nome completo
Informe um número de celular válido
Preencha todos os campos obrigatórios