Como fazer um orçamento empresarial?

COMPARTILHAR
Tempo estimado de leitura: 6 minutos

Ao abrir um negócio, é preciso considerar diversos fundamentos e variáveis. Contudo, na tentativa de dar conta de todos os processos empresariais, o empresário acaba deixando de lado um ponto essencial para o bom funcionamento e progresso de um negócio: o orçamento empresarial.

Seja pela falta de conhecimento técnico ou por causa da rotina conturbada, muitos empresários não dão a devida atenção ao orçamento empresarial, o que leva a prejuízos e, até mesmo, ao encerramento do negócio. 

Então, como fazer um planejamento orçamentário e assegurar a saúde da empresa? A seguir, separamos as principais informações que você precisa saber antes de começar a empreender. Confira! 

O que é orçamento empresarial?

Basicamente, o orçamento empresarial funciona como um panorama de todas as informações de lucros, despesas, gastos e receitas de uma empresa em um período específico, que normalmente é de um ano. Para isso, você precisa analisar atentamente a situação do negócio e registrar todas as movimentações financeiras, sejam elas fixas ou variáveis. 

Com um bom planejamento orçamentário, é possível traçar um plano de ação futuro, buscando aumentar os lucros, minimizar os riscos e manter um maior controle dos processos internos. Além disso, o orçamento empresarial permite colocar em perspectiva a situação da empresa, em curto e longo prazo.

Em grandes organizações, um setor específico e qualificado fica responsável por essa tarefa. Porém, em pequenos empreendimentos, as questões financeiras acabam sendo realizadas pelo próprio empresário, o qual nem sempre tem a capacidade técnica para lidar com elas. 

Apesar de ser necessário estudar minimamente alguns pontos importantes para um bom controle orçamentário, ressalta-se que essa prática não precisa ser extremamente complexa. O importante é ter registradas todas as movimentações financeiras, seja em cadernos ou ferramentas digitais.

Qual a importância do orçamento empresarial? 

O planejamento financeiro é algo que se tornou corriqueiro no dia a dia das pessoas, mesmo que inconscientemente. Todos os meses fazemos, pelo menos, um breve cálculo para conseguirmos organizar as despesas necessárias e outros gastos eventuais. E, quando não há essa organização, podem surgir alguns problemas no final do mês, como um cartão estourado ou um boleto atrasado. 

Dentro desse contexto, fica claro que, se o planejamento orçamentário já é importante na vida cotidiana, ele se faz essencial para o bom funcionamento das empresas

Com um orçamento empresarial bem definido, é possível:

  • ter um apoio concreto das necessidades da empresa;
  • prever possíveis problemas e aplicar estratégias de resolução;
  • reduzir custos;
  • otimizar os processos;
  • criar e bater metas;
  • e, principalmente, prever o futuro financeiro da empresa.

Assim, percebe-se que a saúde do negócio está diretamente atrelada ao planejamento orçamentário.   

A imagem contém uma jovem empreendedora fazendo contas do seu orçamento empresarial em uma parede de vidro.
Um orçamento empresarial completo é a chave para a saúde da empresa!

Tipos de orçamento empresarial

Existem diversas formas de organizar suas finanças, variando apenas de acordo com as necessidades e os objetivos da sua empresa. A seguir, separamos os principais tipos de orçamento empresarial:

Orçamento estático

Como o próprio nome já diz, esse tipo de orçamento empresarial não sofre mudanças ao longo do processo. Ou seja, o que você define no início do planejamento permanece igual até o final, independente dos resultados da empresa.

Por não sofrer alterações, você não precisa reservar muito tempo para elaborar o orçamento estático. Além disso, por ter as movimentações financeiras fixadas e esquematizadas, ele permite uma fácil visualização do planejamento, bem como uma rápida identificação de possíveis erros. 

Orçamento variável ou flexível

Ao contrário do orçamento estático, o orçamento variável permite adequações ao longo do processo, ajustando-se de acordo com as variações da empresa. Por exemplo, caso haja um volume maior de vendas, o empreendedor pode aplicar os lucros em comissões ou adquirir um equipamento novo para otimizar o processo. Percebe-se então que esse tipo de orçamento oferece mais flexibilidade no planejamento das despesas. 

Vale ressaltar que você vai precisar analisar atentamente o desenvolvimento do orçamento variável, tendo em vista que ele deve estar de acordo com o desempenho e o posicionamento da empresa.

Orçamento contínuo

Nesse tipo de orçamento empresarial, há a possibilidade de revisão contínua do plano de negócios. Assim, ele permite rápidos ajustes, oferecendo um maior dinamismo aos processos internos e, por consequência, uma constante atualização do orçamento. 

Orçamento base zero

Dentre os tipos de orçamento, esse talvez seja o mais complicado. Isso porque ele precisa ser planejado a partir do zero (literalmente), sem considerar dados anteriores

Dessa forma, ele é baseado nas possíveis receitas, gastos, investimentos e atividades futuras, sendo necessária a readequação e a participação de todos os setores nesse planejamento.

Normalmente, o orçamento base zero é usado para reestruturar empresas, as quais precisam de novos modelos para conseguir fazer o negócio ascender. 

Estrutura do orçamento empresarial

Para escolher o tipo de orçamento empresarial e organizar estrategicamente seus processos empresariais, você deve considerar alguns pontos primordiais para a estrutura do seu planejamento. 

Primeiro, você deve definir o perfil da sua empresa (micro, pequeno, médio ou grande porte) para entender, principalmente, seus limites. Em seguida, estabeleça quem será o responsável principal pela criação, ajuste e organização do orçamento, e, nesse caso, também é importante manter uma boa comunicação interna

Por sua vez, é preciso delimitar os objetivos e as metas da empresa, os quais devem estar alinhados à atuação e ao posicionamento da empresa no mercado. 

Por fim, outro ponto essencial é manter a qualidade e a veracidade das informações presentes no orçamento, descrevendo com exatidão os serviços prestados e seus respectivos lucros, gastos, despesas, investimentos etc. Dessa forma, não considere “achismos”: as informações do seu orçamento devem ser baseadas em análises críticas. 

Fica claro, então, que uma empresa, independente do seu tamanho ou segmento, depende de um bom planejamento orçamentário para manter a saúde do negócio e a relevância no mercado, sempre buscando aprimorar sua atividade.

Se você conhece alguém que quer abrir seu próprio negócio e ainda não sabe como fazer um orçamento empresarial, compartilhe este conteúdo!

CADASTRE-SE PARA RECEBER INFORMAÇÕES SOBRE NOSSOS CURSOS

Informe o seu nome completo
Informe um número de celular válido
Li e concordo com a política de privacidade, bem como com o tratamento dos meus dados para fins de prospecção de serviços educacionais prestados pelo IBMEC e demais instituições de ensino do mesmo Grupo Econômico
Preencha todos os campos obrigatórios